Skip to content

As dimensões do corpo humano

03/17/2012

As dimensões do corpo humano

Le ModulorPara estudar os espaços habitados é necessário que se conheça  as dimensões do corpo humano e o espaço ocupado por esse corpo em todas as funções cotidianas.

A essas medidas humanas dá-se o nome de antropometria.

Existem parâmetros médios que são tomados de forma geral. Ou seja, para ambientes públicos ou ainda ambientes nos quais circulam uma quantidade muito grande de pessoas é necessário que se faça uma parametrização, ou uma média da população que provavelmente usará aquele ambiente.

Mas, sempre que possível, é interessante customizar as medidas ao usuário do espaço.

Apesar de não ser absoluta, o designer deve se levar em conta essas medidas para o maior conforto dos usuários do espaço. Algumas medidas básicas:
A altura dos joelhos deve ser próxima da altura dos assentos das cadeiras, poltronas e sofás.
A altura dos olhos (em pé) deve ser a altura média dos quadros, armários mais utilizados, espelhos, etc.
A altura dos cotovelos (em pé) deve ser a altura dos aparadores, bancadas de trabalho na cozinha e lavanderia, por exemplo.
O braço esticado para cima é a altura máxima de acessibilidade a prateleiras sem auxilio de escada.  Tudo que estiver acima dessa linha deve ser considerado como espaço ocioso. Isso não quer dizer que o espaço não deve ser usado, mas que deve ser usado com pouca frequência.
Evidentemente existem outras medidas que poderiam ser tomadas para conferir maior conforto. Pessoas obesas, grávidas ou com dificuldades de locomoção precisam de um espaço de circulação (lateral) maior do que a média, por exemplo.
Tão importante quanto considerar o espaço que o corpo ocupa é considerar o espaço necessário para separar os corpos.crianças na rua
Se uma pessoa desconhecida começa a se aproximar demais de você em um local público, certamente isso te causará algum incômodo, uma certa desconfiança, isso ocorre porque a pessoa em questão está invadindo o seu território (como o território dos animais selvagens), e, de alguma forma você vai tentar se defender.
Então, qual é a distância considerada ‘segura’ para separar dois estranhos?
Bem, nesse ponto, existe uma questão muito importante a ser considerada: a questão cultural.
Em algumas sociedades a proximidade física é uma demonstração de carinho, de afeto, e por isso, importante para aquele grupo. Em outras culturas o distanciamento um pouco maior é considerado normal, mesmo em situações de intimidade.
Existem alguns padrões gerais que podem ser considerados ao se projetar espaços. Mas deve-se levar em conta sobretudo, a cultura proxêmica do grupo para o qual se está projetando.

DISTÂNCIA PÚBLICA –  Fase próxima entre 360cm e 750cm  e a fase distante há 750 cm ou mais.

A distância pública é aquela tomada entre desconhecidos. Então, ao projetar um teatro, uma casa de shows, ou um espaço qualquer destinado a palestras, apresentações, etc., deve-se resguardar do palco uma distância mínima de 3,5m. De outra forma o palestrante pode se sentir desconfortável pela proximidade do público.

DISTÂNCIA SOCIAL  – Fase próxima  entre 120cm  e 210cm e a fase afastada  entre 210 e 360cm.

Essa é a distância que tomamos das pessoas na rua, nas praças, nos parques, enfim, em ambientes públicos. Se um desconhecido se aproxima mais do que 1m nesse tipo de situação, passamos a desconfiar do seu comportamento.

DISTÂNCIA PESSOAL  – Fase próxima  entre 45cm e 75cm e a fase afastada  entre 75cm e 120cm.

Essa é a distância que tomamos dos amigos em uma situação social como uma refeição, uma festa, uma conversa cotidiana. Pessoas que se aproximam mais do que 40cm ja devem ser íntimas.

DISTÂNCIA ÍNTIMA –  Fase próxima demonstração de amor, conforto ou luta.  Fase afastada  entre 15cm e 45cm.

Essa é a distância do abraço, do afago, do carinho. As pessoas devem ser íntimas para se tocarem. Em algumas culturas, mesmo a intimidade requer uma certa distância.

Tente observar o comportamento das pessoas em ambientes muito apertados, onde as mesas de refeição de locais públicos são muito próximas, por exemplo. Perceba que existe um certo incômodo quando um estranho tenta compartilhar uma mesa de refeição ou quando se aproxima demais em uma fila e pense que soluções poderiam ser dadas para esse tipo de problema.

Anúncios
One Comment
  1. Carlos Serrano Ferreira permalink

    Estas são as distâncias elaboradas por Hall, não é? Mas, qual seriam as adequadas para outras culturas, como a brasileira?

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: